RIO IN THE GLOBAL WORLD OF SOFTWARE

Yuri Takhteyev
DOI: https://doi.org/10.21529/RESI.2014.1302001

Texto completo:

PDF (English)

Resumo

Embora meu livro Coding Places: Software Practice in a South American City (Lugares de desenvolvimento: a prática de software em uma cidade sul americana, en tradução livre), a que se refere este ensaio, dedique muitas páginas à linguagem Lua, ele não é sobre Lua e, seguramente, não é sobre uma “síndrome” da qual o Brasil precise se livrar. O livro é sobre globalização e a posição paradoxal de algumas cidades como o Rio de Janeiro no mundo global do software. Uma parte do paradoxo é que o Rio é uma cidade como muitas outras. Não é “estranho” – é absolutamente normal. O Vale do Silício é incomum – e muito afortunado. As pessoas que trabalham no Vale do Silício não precisam fazer as escolhas difíceis de quem mora no Rio (ou em muitas outras partes). O livro analisa essas escolhas e procura mostrar que elas ajudam a manter o status quo. Contudo, não é minha intenção condenar essas escolhas. Eu provavelmente também as realizaria. Na verdade, o faço com frequência (meu próprio livro está disponível apenas em inglês, não havendo uma edição em russo). Ainda assim, acho que vale a pena refletirmos sobre essas escolhas, considerando-as em toda a sua complexidade.

Palavras-chave

software development; legitimacy; place