SERVIÇOS DE EMERGÊNCIA EM CIDADES INTELIGENTES: O PROBLEMA DE ACIONAMENTO DE UNIDADES MÓVEIS

Sediane Carmem Lunardi Hernandes, Alcides Calsavara, Marcelo Eduardo Pellenz, Luiz Augusto de Paula Lima Júnior
DOI: https://doi.org/10.21529/RESI.2017.1602003

Texto completo:

PDF

Resumo

Cidades inteligentes buscam melhorar a qualidade de vida dos cidadãos por meio do uso das Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs). Esforços vem sendo realizados para que sistemas computacionais sejam desenvolvidos para tratar os grandes problemas das cidades. Um dos serviços importantes é o atendimento a chamados de emergência (ex.: polícia e hospitais), o qual demanda o deslocamento de unidade móveis. O problema consiste em realizar o acionamento das unidades móveis mais adequadas para atuar em uma situação em particular, considerando, entre outros fatores, o tempo necessário para se chegar ao local da emergência. Um middleware pode ser utilizado nesse contexto para oferecer suporte a esse acionamento, gerenciando, desta forma, a notificação de eventos relacionados a situações de emergência. Vários middlewares baseados em eventos foram analisados para verificar sua adequação quanto ao suporte para o acionamento das unidades móveis mais adequadas para atuar em situações de emergência em cidades inteligentes. Entretanto, se mostraram pouco flexíveis em relação ao envio somente para as unidades móveis mais adequadas. Assim, este artigo apresenta e formaliza o problema de acionamento de unidades móveis, bem como sua solução, avalia middlewares baseados em eventos e propõe um novo middleware baseado em eventos que pode ser utilizado como suporte para serviços de emergência em cidades inteligentes, apresentando a implementação de uma das abordagens propostas.


Palavras-chave

Smart cities; emergency services; middleware, publish-subscribe middleware; event routing