CROWDSOURCING E UBERIZAÇÃO: UM ESTUDO DE CASO SOBRE A STARTUP DOCWAY

Fernando Ressetti Pinheiro Marques Vianna, Emanuel Thiago Santana de Souza e Moura, Egon Bianchini Calderari
DOI: https://doi.org/10.21529/RESI.2018.1702003

Texto completo:

PDF

Resumo

O uso dos conceitos crowdsourcing e uberização é essencial para o modelo de negócio da Docway, uma startup brasileira da área de prestação de serviços em saúde, que utiliza o modelo de plataforma multilateral, conectando médicos e pacientes por meio de uma plataforma digital. O estudo de caso realizado, tendo a empresa como objeto de pesquisa, permitiu compreender o ambiente inovador em que a startup trabalha, usando tecnologia para aproximar clientes e provedores e crowdevaluation na avaliação da qualidade da prestação dos serviços ofertados. Após a coleta de dados, foi possível verificar similaridade entre os processos da empresa com o processo da empresa Uber, sendo a organização conhecida como Uber dos Médicos. Apesar da comparação não ser vista de forma positiva pelo CEO da Docway, existem semelhanças entre os processos das empresas e, mesmo não sendo legalmente permitido o ranqueamento dos médicos como a Uber faz com seus motoristas, as avaliações dos pacientes são utilizadas para formar a ordem de apresentação dos médicos aos clientes pela plataforma.

Palavras-chave

uberização; crowdsourcing; estudo de caso; start-up; health care