PADRÕES TECNOLÓGICOS E A PRODUÇÃO SOCIAL DA TECNOLOGIA

Milton Adrião
DOI: https://doi.org/10.5329/RESI.2008.0702008

Texto completo:

PDF

Resumo

É frequente que estudos de mudanças organizacionais adotem uma visão de tecnologia alinhada com a linha de pensamento que se convencionou chamar de determinismo tecnológico. Para os deterministas tecnológicos as tecnologias são a principal causa das mudanças. Neste artigo se postula que a tecnologia em si não provoca impactos pré-determinados. Apenas abre possibilidades para a sociedade, que pode ou não adotá-la. Considera-se que para entender os mecanismos que levam à adoção ou rejeição de determinada alternativa tecnológica, bem como compreender os impactos daí advindos, é preciso analisar as condições mais amplas, o contexto em que tais mecanismos operam. E, principalmente, que estes mecanismos são mais importantes quando do estabelecimento de um padrão tecnólógico. Assim, considera-se qie estudar o estabelecimento de padrões tecnológicos, enfatizando a explicitação das estruturas embutidas nestes padrões, pode ajudar a melhorar a compreensão de importantes fenômenos sociais, particularmente no campo de estudos organizacionais.

Palavras-chave

Tecnologia; sociedade; padrões; padronização