MOTIVATION TO CREATE FREE AND OPEN SOURCE PROJECTS AND HOW DECISIONS IMPACT SUCCESS (doi:10.5329/RESI.2010.0902004)

Carlos Denner Santos Jr., Kay M. Nelson
DOI: https://doi.org/10.5329/RESI.2010.0902004

Texto completo:

PDF PDF (English)

Resumo

Como resultado do sucesso de iniciativas de software livre e aberto como o Linux, muitas empresas estão repensando suas práticas de desenvolvimento e utilizando software aberto em suas aplicações. A filosofia do software livre envolve a liberação do código fonte de forma aberta para o público em geral na Internet. Isto está se tornando uma prática cada vez mais comum no mercado, ao longo dos anos (ex., Netscape-Navigator, IBM-Eclipse e CAIXA-Curupira). Contudo, o que motiva empresas a comprometer seus recursos e divulgar livremente o seu software ainda precisa ser melhor compreendido. Apenas depois que isso ocorrer será possível definir, medir e estudar o sucesso dessas iniciativas. Este artigo procura preencher esta lacuna na literatura, propondo um modelo teórico que satisfaça os requisitos técnicos (qualidade de software) e organizacionais (valor de negócio) simultaneamente, definindo o que seria o retorno do investimento e como obtê-lo. O modelo propõe que ao adotar software livre as empresas devem tentar (1) atrair usuários e desenvolvedores e (2) receber contribuições deles, principalmente porque, ao conseguir atingir esses objetivos, ficará mais fácil expandir a base de usuários e construir uma comunidade ativa que melhora o software constantemente. O artigo desenvolve a compreensão de como (a) a arquitetura de software (modularidade e interdependência), (b) a linguagem de programação e o ambiente de desenvolvimento e (c) a reputação do patrocinador e seu grau de comprometimento influenciam a dinâmica de um projeto.


Palavras-chave

open source software; free software; software development; technology adoption; business strategy; software quality; software industry; software engineering.