UMA ABORDAGEM MULTICRITÉRIO PARA A SELEÇÃO DE FERRAMENTAS DE BUSINESS INTELLIGENCE

Luiz Flavio Autran Monteiro Gomes, Valter de Assis Moreno Jr., Bernardo Barbosa Chaves Woitowicz, Solange Maria Fortuna Lucas
DOI: https://doi.org/10.21529/RESI.2011.1002008

Texto completo:

PDF

Resumo

Este artigo descreve a aplicação de uma metodologia de apoio multi-critério à decisão na seleção de soluções de Business Intelligence, explicitando as principais vantagens e limitações da sua adoção no contexto empresarial. Para isso, foi conduzido um estudo de caso sobre um projeto de BI realizado numa empresa multinacional que atua nos ramos de seguros, previdência privada, capitalização, fundos de pensão e gestão de recursos financeiros. O processo de definição dos pesos da função utilidade do MAUT foi feito por meio da técnica Swing Weighting. A análise dos dados coletados evidencia benefícios e limitações da adoção de um procedimento formal de apoio a decisão. De forma geral, observou-se que a aplicação do MAUT contribuiu sobremaneira para aumentar a objetividade e transparência no processo decisório. Além disso, o método mostrou-se razoavelmente intuitivo e de fácil domínio por parte dos decisores. Ajudou também a dar foco às interações desses agentes, reduzindo os conflitos e orientando as análises realizadas. Como principais limitações, destacam-se as restrições impostas à coleta de informações sobre o problema, a composição da equipe responsável pela seleção da ferramenta, a exclusão a priori de algumas alternativas, e as premissas de racionalidade e metrificação inerentes ao MAUT.

Palavras-chave

business intelligence (BI); teoria da utilidade multiatributo (MAUT); swing weighting; análise multicritério