BIPODER, BIOPOLÍTICA, SEMIFORMAÇÃO E EDUCAÇÃO

Guilherme Costa Garcia Tommaselli

Texto completo:

PDF

Resumo

Esse trabalho tem como objetivo, estabelecer uma relação entre os conceitos de biopolítica, desenvolvidos por Michel Foucault, e o conceito de semiformação desenvolvido por Adorno, analisando, também, quais as contribuições destes para a educação. O esforço em realizar essa reflexão se deve a importância desses dois autores para a compressão de questões do mundo contemporâneo. Deste modo, esse trabalho será composto por quatro pontos: O conceito de biopoder; o conceito de semiformação; a relação de ambos com a educação e a possível relação que se estabelece entre biopolítica e semiformação. Para análise dos conceitos e sua possível relação, usaremos, como referencia básico, o texto “a história da sexualidade: a vontade de saber”, para abordar o conceito de biopolítica e biopoder e, o texto “teoria da semiformação”, para abordar o conceito de semiformação.  Deste modo, a intenção desse trabalho é traçar possíveis relações entre os conceitos, procurando mostrar que, em uma sociedade semiformada, onde a autonomia do indivíduo sequer é gerada, a presença do biopoder e da biopolítica é menos percebida por estes.