CONVERGÊNCIA TECNOLÓGICA E ESTRATÉGIAS GENÉRICAS EM EMPRESAS DE TELECOMUNICAÇÕES (doi:10.5329/RESI.2009.0801007)

Sérgio Tadeu de Almeida Giffoni, Renato de Oliveira Moraes

Resumo


As fronteiras, antes bem estabelecidas, entre empresas, mercados e setores das tecnologias da informação e comunicação (TIC) estão sendo radicalmente transformadas em razão da convergência tecnológica. O objetivo geral deste trabalho é pesquisar as influências da convergência tecnológica na criação de vantagem competitiva e na adoção de estratégias genéricas nas empresas do setor de Telecomunicações. Neste estudo, consideraram-se a convergência tecnológica (redes, serviços e terminais) e a convergência corporativa e utilizou-se o modelo de Michael Porter de análise de indústrias e da concorrência para se examinar a estrutura do setor. A influência do governo foi analisada por meio do modelo das cinco forças competitivas, e não como uma força por si só. A metodologia de estudo apoiou-se em pesquisa qualitativa descritiva com estudo de múltiplos casos. Realizou-se entrevista semi-estruturada com os diretores em Minas Gerais de nove empresas do setor de Telecomunicações que ofertam pacotes convergentes de serviços de voz, dados e vídeo. Os resultados da pesquisa permitem concluir que a convergência tecnológica está claramente influenciando a escolha da diferenciação como vantagem competitiva, seja no escopo competitivo amplo (estratégia de diferenciação), seja no escopo competitivo estreito (estratégia de enfoque na diferenciação).


Palavras-chave


convergência tecnológica; tecnologia da informação e comunicação; estratégia competitiva

Texto completo: PDF

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .