A PERCEPÇÃO DOS GESTORES DE TI EM RELAÇÃO ÀS PRÁTICAS DE GOVERNANÇA DE TI ADOTADAS EM EMPRESAS DO RIO GRANDE DO SUL (doi:10.5329/RESI.2009.0801005)

José Inácio Jaeger Neto, Carlos Alberto Becker, Edimara Mezzomo Luciano, Mauricio Gregianin Testa

Resumo


Este artigo tem por objetivo identificar a percepção de gestores da área de Tecnologia da Informação (TI) acerca da adoção de práticas de governança de TI em suas organizações, bem como os resultados obtidos dessa adoção. Trata-se de uma pesquisa exploratória, realizada por meio de entrevistas com 44 profissionais da área de TI, sendo 11 os maiores responsáveis pela área de TI (CIO) em suas organi­zações e 33 outros gerentes de nível médio. Os respondentes representam organizações de médio e grande porte do Estado do Rio Grande do Sul de relevante participação no cenário econômico gaúcho. O instrumento de pesquisa utilizado foi desenvolvido por Weill e Ross (2004) e avalia a importância e o desempenho da Governança de TI, bem como os responsáveis pelas decisões de TI. Os resultados deste estudo mostram que a Governança de TI é um tema importante para as organizações, mas a sua influência nas medidas de sucesso dos negócios não acompanha o nível de importância a ela atribuído. No que se refere à tomada de decisão na área de TI, predominam nas organizações os arquétipos de Governança de TI caracterizados como Monarquia de TI, em que as decisões se concentram nos executivos de maior poder. Os resultados permitiram ainda perceber que os CIOs são mais críticos com relação ao desempenho da governança da TI do que os demais respondentes.


Palavras-chave


governança de TI; decisões de TI; percepção dos gestores; arquétipos decisórios

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5329/RESI.2009.0801005