INICIATIVAS DE GOVERNO ELETRÔNICO: ANÁLISE DAS RELAÇÕES ENTRE NÍVEL DE GOVERNO E CARACTERÍSTICAS DOS PROJETOS EM CASOS DE SUCESSO

Edmir Parada Vasques Prado, Neilson Carlos Leite Ramalho, Cesar Alexandre de Souza, Maria Alexandra Viegas Cortez da Cunha, Nicolau Reinhard

Resumo


Este trabalho tem como objetivo analisar casos de sucesso na implantação de Tecnologia de Informação e Comunicação (TIC) em aplicações de governo eletrônico. Ele descreve as características das iniciativas de governo eletrônico e sua evolução nos últimos anos, bem como identifica relações entre essas características. A pesquisa caracteriza-se por ser um estudo exploratório, no qual foram analisados casos de um observatório de práticas de TIC na gestão pública. Foram analisados 65 casos de sucesso de iniciativas de governo eletrônico que contribuíram para o entendimento desse tema na realidade brasileira. Como resultado, foi identificada a relação envolvendo os níveis de governo e os setores da administração pública a que se referem as iniciativas. A pesquisa constatou que a maioria das iniciativas premiadas é da região Sudeste. Setores da administração são privilegiados com maior número de iniciativas de governo eletrônico, havendo uma diferença no padrão de governo eletrônico apresentado por municípios e estados. Os primeiros implantaram mais iniciativas no setor de assistência social e menos de saúde, ao passo que os estados fizeram o oposto. Por outro lado, não foram identificadas relações entre os níveis de governo, federal, estadual, municipal, e os tipos ou categorias de iniciativas implementadas.

Palavras-chave


governo eletrônico; tecnologia da informação e comunicação; gestão pública

Referências


AGUNE, R. M. Impacto do governo eletrônico da gestão governamental: Observatório de Tecnologias de Informação. In: Congresso Ìbero Americano de e-Gov, Santiago, Chile, Anais... outubro de 2006.

AKUTSU, L; PINHO, J. A. G. Sociedade da Informação, accountability e democracia delegativa: investigação em portais de governo no Brasil. In: Encontro da ANPAD, 26., Salvador, Bahia, Anais… 2002.

AVGEROU, C. Information Systems in Developing Countries: a Critical Research Review. Working Paper Series. October 2007.

BABBIE, E. The Practice of Social Research, 9th edition. California: Thomson Learning, 2001.

BARBOSA, A. F. Governo eletrônico: dimensões da avaliação de desempenho na perspectiva do cidadão. Tese – Escola de Administração de Empresas de São Paulo da FGV-EASP, Fundação Getúlio Vargas, São Paulo, 2008.

BARDIN, L. Análise de Conteúdo. Lisboa: Edições 70, 1977.

BORINS, S. Encouraging innovation in the public sector. Journal of Intellectual Capital, v. 2, n. 3, p. 310-319, 2001.

BRASIL. Proposta de política de governo eletrônico para o poder executivo federal, 2000. Disponível em: http://www.governoeletronico.gov.br. Acesso em: 15 mai 2010.

BRASIL. Avaliação do programa governo eletrônico, 2006. Disponível em: https://acessoseguro.tcu.gov.br/portal/page/portal/TCU/ comunidades/biblioteca_tcu/biblioteca_digital/Sum%C3%A1rio_04_Governo_Eletr%C3%B4nico_Miolo.pdf. Acesso em: 5 mai 2010.

BRASIL. Portal de Governo Eletrônico do Brasil, 2010. Disponível em: http://www.governoeletronico.gov.br/o-gov.br. Acesso em: 3 fev 2010.

CGI Comitê Gestor da Internet no Brasil. Pesquisa sobre o uso das tecnologias da informação no Brasil : TIC Domicílios e TIC Empresas 2010. Comitê Gestor da Internet no Brasil : São Paulo. Disponível em http://www.cetic.br. Acesso em: 21 set 2011.

CHAHIN, A.; CUNHA, M. A.; KNIGHT P.T.; PINTO, S. L. E-gov.br, a próxima revolução brasileira: eficiência, qualidade e democracia: o governo eletrônico no Brasil e no mundo. São Paulo: Prentice Hall, 2004.

CUNHA, M. A. V. C.; FREGA, José Roberto ; LEMOS, I. S. Portais de serviços públicos e de informação ao cidadão: uma descrição do perfil do visitante. Revista Eletrônica de Sistemas de Informação, v. 9, n. 1, 2011.

DINIZ, V. A história do uso da tecnologia da informação na gestão pública brasileira através do CONIP – Congresso de Informática Pública. In: Congresso Internacional Del CLAD sobre La Reforma Del Estado y de La Administración Pública, 10., Anais... Santiago, Chile, 2005.

EISENBERG, José. Internet popular e democracia nas cidades. Informática Pública, Belo Horizonte, v. 1, p. 7-24, jun. 1999.

GAETANI, F. Estratégia e gestão de mudanças nas políticas de gestão pública. in LEVY; DRAGO (org.), Gestão Pública no Brasil Contemporâneo. São Paulo: Edições FUNDAP, 2005.

HAIR, J.; ANDERSON, R.; TATHAM, R.; BLACK, W. Análise multivarida de dados, 5. ed. Porto Alegre: Bookman, 2005.

KENG, S.; LONG, Y. Synthesizing e-government stage models – a meta-synthesis based on meta-ethnography approach. Industrial Management & Data Systems, v. 105, n. 4, p. 443-458, 2005.

KRAEMER, K.; DEDRICK, J. Computing and public organizations. Journal of Public Administration Research and Theory, v. 7, n. 1, p. 89-112, Jan, 1997.

MUNN, William G. Constructing the problem of access to Information Technology: A discursive analysis of the claims of public interest groups. California: Claremont University, 1999.

NORRIS, Pippa. Digital Divide Civic Engagement, Information Poverty, and the Internet Worldwide. New York: Cambridge University Press, 2001.

OBSERVE-GOV. Portal Observe-GOV-BR. 2010. Disponível em: http://www.observe.org.br. Acesso em: 3 fev 2010.

OLIVEIRA, J. B. F. Governo eletrônico: uma análise quantitativa do uso de sistemas de informação em prefeituras. In: Encontro da ANPAD, 30., Salvador, Bahia, Anais... 2006.

PINHO, J. G. Sociedade da Informação, Capitalismo e Sociedade Civil: Reflexões Sobre Política, Internet e Democracia na Realidade Brasileira. RAE - revista de administração de empresas, vol. 51, n. 1, jan-fev 2011 – Pensata.

PRADO, E. P. V.; SHIROMA, R. Analysis of e-government initiatives in Brazil. In: International Conference on Information Systems and Technology Management - CONTECSI, 7., São Paulo, São Paulo, Anais... 2010.

REINHARD, N. Informatização do governo federal. Revista de Administração. São Paulo, v. 28, n. 2, p. 117-121, abr./jun, 1993.

REINHARD, N.; DIAS, I. M. Categorization of e-gov initiatives: a comparison of three perspectives. In: Congreso Internacional del CLAD sobre la Reforma del Estado y de la Administración Pública, 10., Santiago, Chile, Anais... 18-21 Outubro, 2005.

SCHEDLER, K.; SUMMERMATTER, L.; SCHMIDT, B. Managing the eletronic government – from vision to practice. Greenwhich: Information Age Publishing, 2004.

SELLTIZ, C.; WRIGHTMAN, L. S.; COOK, S. W. Métodos de pesquisa nas relações sociais. São Paulo: EPU, 1987.

SILVA, C. R. C. ; TAVARES, T. C.; GARCIA A. C. B.; NOGUEIRA, J. L. T. Espaço REUNI – uma inciativa de e-gov em mundos virtuais. RESI – Revista Eletrônica de Sistemas de Informação. v. 8, v. 1, 2009.

SORJ, Bernardo; GUEDES, Luiz E. Internet y Pobreza. Montevideo, 2005. 171 p.

SOUZA, C. A. ; DINIZ, N. V. ; AGUNE, R. M. ; PASCALE, M. L. Portais de disseminação de práticas em tecnologias de informação e comunicação no setor público: o caso do Observe-gov. RAUSP-e, v. 1, p. 1-24, 2008.

UNESCO- United Nations Educational, Scientific and Cultural Organization. Defining e-governance. Disponível em: http://www.unesco.org. Acesso em: 20 dez 2009.


Texto completo: PDF

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .