FORMAÇÃO CURRICULAR DE UM CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS APÓS AS DIRETRIZES CURRICULARES PARA O ENSINO SUPERIOR E PARA A FORMAÇÃO DE PROFESSORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA

Celso Aparecido Polinarski, Ana Tiyomi Obara

Texto completo:

PDF

Resumo

O trabalho é referente ao estudo de como ocorreu a implantação e as reestruturações do Curso de Ciências Biológicas, modalidade licenciatura, de uma Universidade Pública do Paraná após a publicação das Diretrizes Curriculares para o Ensino Superior e para a Formação de Professores da Educação Básica. Por meio da análise dos Projetos Político Pedagógicos, os quais estabeleceram as alterações, objetivou verificar quais as mudanças ocorridas. Na análise dos Projetos Político Pedagógicos e do rol de disciplinas apresentadas nestes, verificou-se que ocorreram mudanças na carga horária de disciplinas, exclusão e inclusão de disciplinas, alteração no sequenciamento das disciplinas, e que as reformulações estabelecidas foram realmente necessárias para a adequação às diretrizes, e estas influenciaram na determinação de disciplinas das áreas que abrangem a formação docente e a formação específica do curso. Entretanto, mesmo como indicação de se trabalhar a estrutura do curso para distanciar da formação voltada à racionalidade técnica, nas propostas apresentadas estão bem evidentes estes posicionamentos. E finalmente pode-se afirmar que mesmo com as diretrizes apontando diferenças e divergências na estrutura para formação do bacharelado e da licenciatura, o curso ainda parece alicerçado em formações comuns, ou seja, a de biólogo pesquisador e professor.


Referências


BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Diretrizes Curriculares Nacionais para a formação de Professores da Educação Básica, em nível superior, curso de licenciatura, graduação plena. Brasília, DF, 2002a.

______. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Diretrizes Curriculares Nacionais para os Cursos de Ciências Biológicas. Brasília, DF, 2002b.

CHARLOT, B. Formação de professores: a pesquisa e a política educacional. In: PIMENTA, S. G.; GHEDIN, E. (Orgs.) Professor Reflexivo no Brasil: gênese e crítica de um conceito. 3. Ed.: São Paulo: Cortez, 2005. p. 89-108.

FORGRAD. Fórum de Pró-Reitores de Graduação das Universidades Brasileiras. Diretrizes Curriculares para o Ensino Superior. 2000. p.1-9 Disponível em . Acesso em 14 jul. 2012.

FREITAS, H. C. L. A reforma do Ensino Superior no campo da formação de Profissionais da Educação Básica: as políticas educacionais e o movimento dos educadores. Rev. Educ. & Sociedade, ano XX, n° 68, p.17-44. dez. 1999.

GOEDERT, Lidiane. A formação do Professor de Biologia na UFSC e o ensino da evolução biológica. p.122. Dissertação (Mestrado em Educação) UFSC – Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, SC. 2004. Disponível em . Acesso em 19 jun. 2011.

KRASILCHIK, Myriam. O professor e o currículo das Ciências. São Paulo: Editora Pedagógica e Universitária Ltda, 1987. p. 80.

______. Prática de Ensino de Biologia. São Paulo: Editora Harbra Ltda, 1996. p. 200.

______. Reformas e realidade: o caso do ensino das ciências. São Paulo em Perspec. [online]. Vol. 14 n. 1, 2000. p. 85-93.

LIPPE, E. M. O.; BASTOS, F. Formação inicial de professores de Biologia: fatores que influenciam o interesse pela carreira do Magistério. In: BASTOS, F.; NARDI, R. Formação de Professores e Práticas Pedagógicas no Ensino de Ciências: contribuições da pesquisa na área. São Paulo: Escrituras, 2004, p. 81-100.

LONGUINI, M. D.; NARDI, R. A prática reflexiva na formação inicial de professores de Física: análise de uma experiência. In: NARDI, R.; BASTOS, F.; DINIZ, R. E. da S. Pesquisa em Ensino de Ciências: contribuições para a formação de professores. 5 ed. São Paulo: Escrituras, 2004, p. 195-211.

MARANDINO, M.; SELLES, S. E.; FERREIRA, M. S. Ensino de Biologia: histórias e práticas em diferentes espaços educativos. São Paulo, Ed. Cortez, 2009. p. 216.

MORAES, R.; MANCUSO, R. Educação em ciências: produção de currículos e formação de professores. Ijuí: Ed. Unijuí, 2006. p. 304.

SILVA, L. H. de A. ; SCHINETZLER, R. P. Contribuições de um formador de área cientifica especifica para a futura ação docente de licenciandos em biologia. Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências. Porto Alegre, RS, v. 1, nº 3, set/dez, p. 63-73, 2001.