GESTÃO DAS INFORMAÇÕES E DO CONHECIMENTO EM ORGANIZAÇÕES PÚBLICAS: UMA APLICAÇÃO DO MODELO DE EXCELÊNCIA EM GESTÃO PÚBLICA

Fernando Antonio de Melo Pereira, Alinne Pompeu Cunha de Queiros, Aline Guerra Galvão, João Paulo Damasio Sales

Resumo


O Brasil vive hoje um momento de crescimento econômico em que as organizações buscam novas estratégias baseadas em modelos de gestão integrados, que permitam que se tornem competitivas em nível global. Dessa forma, as organizações públicas têm a necessidade de implantar novos sistemas de gestão, inspirados nos adotados pela iniciativa privada para que atendam satisfatoriamente as exigências dos seus usuários internos e externos, como é o caso do programa GESPÚBLICA. O presente trabalho tem como objetivo verificar o grau de aderência dos processos gerenciais do CREA-RN para a gestão de informações e conhecimento ao Modelo de Excelência em Gestão Pública, adotado pelo programa GESPÚBLICA. Os procedimentos metodológicos envolveram a aplicação de questionários baseados nos itens que compõem o Critério 5 – Informações e conhecimento, do Instrumento de Avaliação da Gestão Pública (IAGP). Os resultados da pesquisa apontam que a organização possui tecnologias com potencial estratégico, com uso do sistemas de informação de forma eficiente e capaz de promover uma cultura de excelência. O conhecimento na organização é absorvido e validado, contudo, o acesso restrito a inúmeros processos e a informações inerentes a um sistema de gestão integrado, impede que os funcionários desenvolvam um ambiente de gestão participativa, propício para aumentar a produtividade no uso da tecnologia e alcançar a excelência almejada.


Palavras-chave


GESPÚBLICA; gestão da informação; gestão do conhecimento; planejamento estratégico de TI

Referências


ALBRECHT, Karl. A 3ª revolução da qualidade. HSM Management, v. 3, n. 17, p. 108-112, nov/dez., 1999.

ALMEIDA, Haley M.; CUNHA, Irene M.; ROSENBERG, Gerson. A aplicação estratégica do modelo de excelência em gestão pública na Agência Nacional de Vigilância Sanitária. In: Congresso Internacional del CLAD sobre la Reforma del Estado y de la Administración Pública, 14., Salvador, Brasil, Anais... CLAD, 27 – 30 Oct. 2009.

BRASIL, Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. Secretária de Gestão. Programa Nacional de Gestão Pública e Desburocratização – GESPÚBLICA; Prêmio Nacional de Gestão Pública – PQGF; Instruções para avaliação da gestão pública – 2008/2009; Brasília; MP, SEGES, Versão 1/2008, 2008.

CORREA, João Luiz Damasceno. A aplicação do modelo de excelência da gestão pública no setor saneamento brasileiro. In: Congresso Internacional del CLAD sobre la Reforma del Estado y de la Administración Pública, 14., Salvador, Brasil, Anais... CLAD, 27 – 30 Oct. 2009.

DAVENPORT, Tom; PRUSAK, Laurence. Conhecimento empresarial: como as organizações gerenciam o seu capital intelectual. Rio de Janeiro: Campus, 1998.

DEMING, W. Edwards. Qualidade: a revolução da administração, São Paulo: Saraiva, 1990.

FACHIN, Odília. Fundamentos de metodologia. 3. ed. São Paulo: Saraiva, 2001.

FEIGENBAUM, A., Total quality control, 3. ed., McGraw-Hill, 1991.

FREIXO, Aurora. Gestão da informação no estado brasileiro: aplicação da legislação sob a ótica das estruturas organizacionais e dos sistemas. In: Encontro Nacional de Ciência da Informação (CINFORM), 5., Salvador. Anais... Salvador: EDUFBA, p. 59-66, 2004.

FREITAS FILHO, Roberto Carvalho de Oliveira. A gestão de processos em organizações públicas: o caso da Secretária dos Órgãos Colegiados da UFRN. Monografia. Curso de Graduação em Administração. UFRN. Brasil/Natal, RN, 2010.

FUNDAÇÃO NACIONAL DA QUALIDADE. Cadernos de Excelência: Informações e Conhecimento / Fundação Nacional da Qualidade. – São Paulo: Fundação Nacional da Qualidade, 2008. (Série Cadernos de Excelência, n. 5.)

FUNDAÇÃO NACIONAL DA QUALIDADE. Critérios de Excelência / Fundação Nacional da Qualidade. – São Paulo : Fundação Nacional da Qualidade, 2008.

GARVIN, D. A. Gerenciando a qualidade: a visão estratégica e competitiva. Rio de Janeiro: Qualitymark, 1992.

GESPÚBLICA; Programa Nacional de Gestão Pública e Desburocratização – Prêmio Nacional da Gestão Pública – PQGF; Instruções para Avaliação da Gestão Pública –2008/2009; Brasília; MP, SEGES, Versão 1/2008, 2008.

GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2002.

GOUVEIA, Luís Manuel Borges. Gestão do conhecimento. Porto de Lima: UFP (Apostila do curso de graduação em ciência e tecnologia), 2002.

HAIR, J.; ANDERSON, R.; TAHAM, R.; BLACK, W. Análise multivariada de dados. ed. 5. Porto Alegre: Bookman, 2005.

IPEA – Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada. Gestão do conhecimento na administração pública. Brasília: IPEA, 2005.

ISHIKAWA, Kaoru. Controle de qualidade total: à maneira japonesa, Rio de Janeiro: Campus, 1993.

LINS, Maria Teresa Gomes. Gestão da qualidade em instituição de ensino superior: o caso da Universidade Federal de Sergipe. Dissertação (Mestrado em Gestão de Recursos Humanos). Faculdade de Administração do Estado de São Paulo. Sergipe, 2002.

MUNIZ JUNIOR, Jorge; MAIA, Flávia Gabriele Manoel; VIOLA, Gian. Os principais trabalhos na teoria do conhecimento tácito: Pesquisa bibliométrica 2000-2011. In: Simpósio de Administração da Produção, Logística e Operações Industriais (SIMPOI), 14., São Paulo. Anais..., São Paulo: FGV, p. 1-10, 2011.

NOBRE, Ana Claudia dos Santos. Fatores que influenciam a aceitação de práticas avançadas de gestão de segurança da informação: um estudo com gestores públicos estaduais no Brasil. Brasil/Rio Grande do Norte. Dissertação (Mestrado em Administração). Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Natal, 2009.

NONAKA, I.; TAKEUCHI, H. Criação de conhecimento na empresa: como as empresas japonesas geram a dinâmica da inovação. Rio de Janeiro: Campus, 1997.

OLIVEIRA, J. P. M. Informação, informática e sociedade. Revista São Paulo em Perspectiva, Fundação Estadual de Análise de Dados. v. 8, n.1, p. 6, 1994.

O’BRIEN, James. Sistemas de informação e as decisões gerenciais na era da Internet. São Paulo: Saraiva, 2002.

PAGLIUSO, Antonio Tadeu. O diferencial da gestão competitiva: fundamentos da excelência garantem credibilidade à atuação da empresa. Disponível em: http:arquivo.portaldovoluntario.org.br/press/.../113389237241.doc. Acesso em: 08 dez, 2012.

PIMENTA, Raniery Christiano de Queiroz. Gestão da informação: um estudo de caso em um instituto de pesquisa tecnológica. Dissertação (Mestrado) - Curso de Mestrado em Administração, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2008.

RAMOS, Anatália Saraiva Martins. Noções de sistemas de informação: Apostila do curso de graduação em Administração (Modalidade à Distância). Natal: UFRN, 2008.

REZENDE, Denis Alcides. Tecnologia da informação integrada à inteligência empresarial: alinhamento estratégico e análise da prática nas organizações. São Paulo: Atlas, 2002.

ROCHA, Maria de M. C.; OLIVEIRA, Silvia K.; BATISTA, Paulo César de Sousa Batista; WEERSMA, Laodicéia Amorim. Aplicação do Modelo de Excelência em Gestão Pública em hospitais da rede estadual do Ceará. In: Congresso Internacional del CLAD sobre la Reforma del Estado y de la Administración Pública, 14., Salvador. Anais..., CLAD, 27 – 30 Oct. 2009.

SÊMOLA, M. Gestão da segurança da informação: uma visão executiva. Rio de Janeiro: Campus, 2003.

SENGE, P. A quinta disciplina: arte e prática da organização que aprende. São Paulo: Best Seller, 1998.

SILVA, E. L.; MENEZES, E. M. Metodologia da pesquisa e elaboração de dissertação. 3. ed. Florianópolis: Laboratório de Ensino a Distância da UFSC, 2001.

SILVA, Francisco de Assis Medeiros. Estatística aplicada à Administração. Apostila do curso de graduação em Administração. Natal: UFRN, 2009.

TEIXEIRA FILHO, Jayme. Gerenciando conhecimento: como a empresa pode usar a memória organizacional e a inteligência competitiva no desenvolvimento de negócios. Rio de Janeiro: Senac, 2001.

TERRA, J. C. C.; GONDON, C. Portais corporativos: a revolução na gestão do conhecimento. São Paulo: Negócios, 2002.

UHLIR, Paul F. Diretrizes políticas para o desenvolvimento e a promoção da informação governamental de domínio público. UNESCO, 2006.

VERGARA, Sylvia Constant. Projetos e relatórios de pesquisa em Administração. São Paulo: Atlas, 1997.

WHETERBE, James C.; TURBAN, Efraim; McLEAN, Ephraim. tecnologia da informação para gestão. 3. ed. São Paulo: Bookman, 2009.


Texto completo: PDF

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .