DESENVOLVIMENTO DE UM CONJUNTO DE PROCESSOS DE GOVERNANÇA DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO PARA UMA INSTITUIÇÃO HOSPITALAR

Antonio Marcos Prestes, Angela Freitag Brodbeck

Resumo


A área de TI (Tecnologia da Informação) tem um papel fundamental na implementação da estratégia das empresas, pois praticamente todos os seus processos estão informatizados. Aliado a isto há o fato de que a evolução tecnológica está tornando cada vez mais complexo o ambiente de TI a ser gerenciado, fazendo com que aumentem os riscos dos investimentos alocados para a TI. Por isso, neste artigo é apresentado um conjunto de processos de Governança de TI alinhados aos objetivos estratégicos de negócio vigentes, para uma instituição hospitalar privada de médio porte (mais de 200 leitos). Para tanto, foram realizadas entrevistas com os executivos de negócio permitindo identificar os objetivos de TI apresentados pelo framework Cobit, que mais se encontravam alinhados aos objetivos estratégicos do negócio vigentes na instituição, classificando-os em ordem de importância. Em paralelo, foram realizadas entrevistas com o CIO e o corpo técnico da TI permitindo identificar os processos de Governança de TI baseados no framework Cobit que já vinham ocorrendo empiricamente na instituição, classificando-os por nível de maturidade. Estes dois conjuntos de necessidades foram cruzados entre si gerando os principais processos de Governança de TI a serem adotados pela instituição, os quais trarão maior retorno ao investimento e à estratégia estabelecida em um curto prazo (aqueles que afetam na não implementação da estratégia de negócio estabelecida), em médio prazo (afetam de forma implícita) e de longo prazo (tangenciam). As principais contribuições desta pesquisa se encontram nos procedimentos de coleta de dados aplicados para identificação dos processos de governança de TI mais adequados, os quais podem servir de guia para outras aplicações práticas; e, na formalização de um conjunto de processos de Governança de TI adequado à instituição estudada.

Palavras-chave


governança de tecnologia de informação; gestão de tecnologia de informação; governança de TI; planejamento estratégico

Referências


AFONSO, R. América Latina gastará US$ 293 bilhões com tecnologia até 2013. 2009. Disponível em: http://computerworld.uol.com.br/negocios/ 2009/09/15/america-latina-gastara-u-293-bilhoes-com-tecnologia-ate-2013/. Acesso em: 17 fev 2011.

ALBERTIN, A. L.; ALBERTIN, R. M. M. Tecnologia da informação e desem-penho empresarial: as dimensões de seu uso e sua relação com os benefícios de negócios, São Paulo: Atlas, 2009.

COMPUTERWORLD. Crise estimula empresas a investirem mais em TI, revela pesquisa. 2010 Disponível em: http://computerworld.uol.com.br/ negocios/2010/01/18/crise-estimula-empresas-a-investirem-mais-em-ti-revela-pesquisa/. Acesso em: 16 fev 2011.

COMPUTERWORLD. Governança de TI: de quem é a responsabilidade? 2009. Disponível em: http://computerworld.uol.com.br/gestao/2007/05/02/ idgnoticia.2007-05-02.2734174967. Acesso em 29 mar 2009.

DUBÉ, L., & PARÉ, G. Rigor in IS positivist case research: current practices, trends, and recommendations. MIS Quarterly, v. 27, n. 4, p. 597-635, 2003.

FERNANDES, A. A.; ABREU, V. F. Implantando governança de TI: da estratégia à gestão de processos e serviços. São Paulo: Brasport, 2009.

FUSCO, C.; Governança de TI é prioridade para as empresas brasileiras até 2008. 2007. Disponível em: http://computerworld.uol.com.br/gestao/ 2007/08/29/idgnoticia.2007-08-29.3294816102. Acesso em 29 mar 2009.

GAMA, F. A.; MARTINELO, M. Análise do impacto do nível de governança de tecnologia da informação em indicadores de performance de TI: estudo de caso no setor siderúrgico. Encontro Nacional da Associação de Pesquisa e Pós-graduação em Administração (Enanpad), 30., Salvador. Anais... Anpad, setembro, 2006.

GIL, Antonio Carlos. Estudo de caso: fundamentação científica, subsídios para coleta e análise de dados, como redigir o relatório. São Paulo: Atlas, 2009.

GONÇALVES, J. E. L. As empresas são grandes coleções de processos. Revista de Administração de Empresas, v. 40, n. 1, p. 6-19, 2000.

GUIMARÃES, G. CIO insight: governança de TI – transparência garantindo a eficiência. Disponível em: http://www.itweb.com.br/noticias/index.asp? cod=52783>. Acesso em 29 mar 2009.

HARDY, G. Using IT governance and Cobit to deliver value with IT and respond to legal, regulatory and compliance challenges. Information Security Technical Report, v. 11, n. 1, p. 55-61, 2006. doi:10.1016/ j.istr.2005.12.004

ITGI. Cobit 4.0: Control Objectives Management Guidelines Maturity Models. Rolling Meadows/EUA: IT Governance Institute, 2007.

KUMAR, R.; AJJAN, H.; NIU, Y. Information technology portfolio management: literature review, framework, and research issues. Information Resource Management Journal, v. 21, n. 3, p. 64-87, 2008. doi: 10.4018/irmj.2008070104

LAGO, C. E. P. Planejamento estratégico e governança de TI. Disponível em: http://www.itweb.com.br/noticias/index.asp?cod=18818. Acesso em: 29 mar 2009.

LUNARDI, L. L.; DOLCI, P. C. Governança de TI e seus mecanismos: uma análise da sua disseminação entre as empresas brasileiras. Encontro Nacional de Administração da Informação (EnADI). 2., Recife, Anais... Anpad, 2009.

LUNARDI, G. L.; BECKER, J. L.; MAÇADA, A. C. G. IT governance in Brazil: does it matter? Performance, p. 22-27, 2010.

MAGALHÃES, I. L.; PINHEIRO, W. B. Gerenciamento de serviços de TI na prática: uma abordagem com base na ITIL. São Paulo: Novatec, 2007.

MAIZLISH, B.; HANDLER, R. IT portfolio management step-by-step: unlocking the business value of IT. New Jersey: John Wiley & Sons, Inc., 2005.

MALHOTRA, N. K. Pesquisa de Marketing, uma orientação aplicada. Porto Alegre: Bookman, 2001.

MEYER, N. Systemic IS governance: an introduction. Information Systems Management, v. 21, p. 23-34, 2004. doi:10.1201/1078/44705.21.4.20040901/ 84184.3

PANDE, P.; NEUMAN, R.; CAVANAGH, R. Estratégia seis sigma. Rio de Janeiro: Qualitymark, 2001.

SORTICA, E. A.; GRAEML, A. R. Critérios de efetividade da governança de TI: o caso de uma empresa brasileira do setor de telecomunicações. Revista Faces. v. 8, n. 1, p. 11-30, 2009.

TAROUCO, H.; GRAEML, A. Governança de tecnologia da informação: um panorama da adoção de modelos de melhores práticas por empresas brasileiras usuárias de TI. Revista de Administração (RAUSP), v. 46, n. 1, jan-mar 2011. doi:10.5700/rausp0994

WAND, Yair & WANG, Richard Y. Anchoring data quality dimensions in ontological foundations. Communications of the ACM. v. 39, n. 11, p. 86-95, November 1996. doi:10.1145/240455.240479

WEILL, P. Don’t just lead govern: how top-performing firms govern IT. MIS Quarterly Executive, v. 3, n. 1, p. 1-17, 2004.

WEILL, P.; ROSS, J. W. Governança de TI: como as empresas com melhor desempenho administram os direitos decisórios de TI na busca por resultados superiores. São Paulo: Makron Books, 2006.

WILLSON, P.; POLLARD, C. Exploring IT governance in theory and practice in a large multi-national organization in Australia. Information Systems Management, n. 26, 2009.

YIN, R. K. Estudo de caso: planejamento e métodos. Porto Alegre: Bookman, 2005.


Texto completo: PDF

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .