Processo de seleção de projetos na gestão de portfólio: o caso de uma organização sem fins lucrativos

Fabrício Martins Lacerda, Cristina Dai Prá Martens
DOI: https://doi.org/10.21529/RECADM.2014010

Texto completo:

Artigo PDF

Resumo

As organizações sem fins lucrativos têm aumentado sua participação na sociedade e buscado, na área de conhecimento da administração, ferramentas que facilitam a direção, a liderança e o controle de suas rotinas de trabalho. O setor também apresenta adoção de técnicas de planejamento estratégico, tornando a aceitação da metodologia de gestão de portfólio de projetos uma consequência natural. Nesse cenário, o objetivo deste artigo é verificar as práticas desenvolvidas na seleção de projetos de uma Associação Médica Especializada à luz de modelos de gestão de portfólio de projetos. Por meio da realização de um estudo de caso exploratório como estratégia de pesquisa e técnica de avaliação qualitativa, conclui-se que a organização desenvolve um planejamento estratégico para a captação de recursos e aplica, parcial e informalmente, o processo de seleção de projetos para composição do portfólio. A análise à luz de quatro modelos, possibilitou identificar que não há um modelo aplicável ao caso estudado, mas que algumas fases dos mesmos são aderentes, sendo outras de difícil adequação ao contexto de organizações sem fins lucrativos. Por fim, a conclusão motiva reflexão e expectativa quanto à necessidade de se desenvolver metodologias aplicadas ao setor não lucrativo, que contemplem características e peculiaridades dessas organizações.

 


Palavras-chave

Gestão de Portfólio de Projetos; Organização sem fins lucrativos; Associação Médica


Referências


Andion, C. (2005). A gestão no campo da economia solidária: particularidades e desafios. Revista de Administração Contemporânea, 9(1), 79–101.

Antunes, P. H., Loos, M. J., & Miguel, P. A. (2012). Portfólio no desenvolvimento de novos produtos: uma análise das publicações em periódicos nacionais. Revista de Gestão e Projetos, 3(1), 50–71.

Archer, N. P., & Ghasemzadeh, F. (1999). An integrated framework for project portfolio selection. International Journal of Project Management, 17(4), 207–216.

Carneiro, K. D. A., & Martens, C. D. P. (2012). Análise da maturidade em gestão de portfólio de projetos: o caso de uma instituição financeira de pequeno porte. Revista de Gestão e Projetos2, 3(1), 252–279.

Castro, H. G. de, & Carvalho, M. M. de. (2010a). Gerenciamento do portfolio de projetos: um estudo exploratório. Gestão & Produção, 17(2), 283–296.

Castro, H. G. de, & Carvalho, M. M. de. (2010b). Gerenciamento do portfólio de projetos (PPM): estudos de caso. Produção, 20(3), 303–321.

Cooper, R. G., Edgett, S. J., & Kleinschmidt, E. J. (1998). Best practices for managing R&D portfolios. Research Technology Management, 41(4), 20–33.

Cooper, R. G., Edgett, S. J., & Kleinschmidt, E. J. (1999). New product portfolio management: practices and performance. J Prod Innov Management, 16, 333–351.

Cooper, R. G., Edgett, S. J., & Kleinschmidt, E. J. (2001). Portfolio Management - fundamental to new product success. Product Development Institute, (12), 1–33.

De Maio, A., Verganti, R., & Corso, M. (1994). A multi-project management framework for new product development. European Journal of Operational ResearchResearch, 78(2), 178–191.

Drucker, P. F. (2012). Administração de organizações sem fins lucrativos: princípios e práticas. (N. Montingelli, Ed.) (1st ed., p. 166). São Paulo: Cengage Learning.

Falconer, A. P. (1999). A promessa do terceiro setor. Centro de Estudos em Administração do Terceiro Setor. Universidade de São Paulo.

Heckert, C. R., & Silva, M. T. (2008). Qualidade de serviços nas organizações do terceiro setor. Produção, 18(2), 319–330.

Hudson, M. (1999). Administrando organizações do terceiro setor. São Paulo: Makron Books.

Kerzner, H. (2006). Gestão de projetos: as melhores práticas. (L. B. Ribeiro, Ed.) (2nd ed., p. 824). Porto Alegre: Bookman.

Kerzner, H. (2011). Gerenciamento de Projetos: uma abordagem sistêmica para planejamento, programação e controle (10th ed., p. 657). São Paulo: Blucher.

Kruglianskas. (1992). Planejamento do centro de tecnologia empresarial cativo. In: VASCONCELOS, E. (Ed.). Gerenciamento da tecnologia: um instrumento para a competitividade empresarial (pp. 39–96). São Paulo: Edgar Blucher.

Malhotra, N. K. (2006). Pesquisa de Marketing: uma orientação aplicada (4th ed., p. 720). Porto Alegre: Bookman.

Mara, C. M. A. (2000). A strategic planning process for a small nonprofit organization - a hospice example. Nonprofit Management Leadership, 11(2), 211–223.

Mariano, F. A. M., & Rocha, M. H. P. da. (2011). Profissionalização do terceiro setor, uma excelência para sobrevivência. Estudo de caso de uma organização não governamental. VII Congresso Nacional de Excelência em Gestão. Niterói.

Martins, G. de A., & Theóphilo, C. R. (2009). Metodologia da investigação científica para ciências sociais aplicadas (2nd ed., p. 247). São Paulo: Atlas.

Oliveira, B., Ross, E. S., & Altimeyer, H. Y. (2005). Proposta de um modelo de planejamento estratégico para instituições sem fins lucrativos. Revista da FAE, 8(1), 69–80.

PMI, Project Management Institute. (2008). The Standard for Portfolio Management (2nd ed., p. 146). Newton Square.

PMI, Project Management Institute. (2012). Um guia do conhecimento em gerenciamento de projetos: guia PMBOK (4th ed., p. 459). São Paulo: Saraiva.

Rabechini Jr., R., & Carvalho, M. M. de. (2006). Gerenciamento de projetos na prática: casos brasileiros (1st ed., p. 216). São Paulo: Atlas.

Rabechini Jr., R., Maximiano, A. C. A., & Martins, V. A. (2005). A adoção de gerenciamento de portfolio como uma alternativa gerencial: o caso de uma empresa prestadora de serviço de interconexão eletrônica. Revista Produção, 15(3), 416–433.

Rad, P. F., & Levin, G. (2006). Project Portfolio Managment - Tools & Techiniques. New York: IIL Publishing.

Rocha, F. M., Treinta, F. T., Coutinho, G. F. F., & Farias, J. R. F. (2009). Gerenciamento de Portfólio: proposta de um modelo adaptado ao Terceiro Setor. XVI SIMPEP (pp. 1–12). Bauru.

Rodrigues, M. C. P. (2010). Retorno econômico de projetos sociais corporativos: limites de avaliação. Instituto para o Desenvolvimento do Investimento Social.

Ruggeri, R. G. (2011). Gerenciamento de projetos no terceiro setor (1st ed., p. 117). Rio de Janeiro: Brasport.

Silveira, R. B. da, Campos, L. M. de S., & Marcon, R. (2006). A segmentação e a promoção na captação de recursos: um estudo em fundações do terceiro setor. Administração Mercadológica, 5(2), 25–40.

Yin, R. K. (2010). Estudo de Caso: planejamento e métodos. Porto Alegre: Bookman.




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.